Skip to Navigation

Portugal

Portugal · 24.04.2016

Mais do que comemorar o aniversário do golpe militar que pôs fim a 48 anos de fascismo, é necessário encetarem-se novas lutas, a nível nacional e internacional, que dêem resposta a este mundo capitalista que não só destrói as nossas vidas como até coloca em perigo a sustentabilidade ambiental do nosso planeta.

Hoje como antes da madrugada de 25 de abril de 1974, os governos de todos os países estão ao serviço dos seus próprios interesses e da máquina capitalista da qual dependem.

A melhor maneira de honrar esta data é seguir o exemplo daqueles que, em desobediência das ordens para ficarem em casa no dia do golpe, saíram às ruas, e nos dias seguintes organizaram-se para assumirem o controlo das suas próprias vidas, ocupando terras e empresas, expulsando patrões e latifundiários, praticando a autogestão, criando movimentos populares de base, comissões de trabalhadores e de moradores.

Só a luta autónoma, auto-organizada, direta e persistente terá efeito contra aqueles que nos oprimem e exploram todos os dias, em particular aos mais desprotegidos e despossuídos.

No meio do folclore da cega celebração, façamos do nosso bloco, um bloco reinvidicativo e sem meias palavras, anti-capitalista e libertário.

Junta-te e trás um amigo também! (mais os cartazes, os flyers, as faixas, e as bandeiras!)

Culturas, Portugal · 16.01.2016

(ÉVORA’MAIO 2016) Calendarização de acções para o Encontro Libertário de Évora’Maio 2016

 

Publicação2

Conforme já tínhamos anunciado está em marcha a organização de um Encontro Libertário em Évora no próximo mês de Maio. Um grupo, por enquanto informal, de pessoas tem-se reunido com vista a debater e a preparar algumas ideias básicas que permita constituirem-se como propostas para a elaboração do programa deste encontro. Gostaríamos que as propostas e as contribuições para o programa fossem o mais alargadas possíveis pelo que elaborámos um pequeno calendário que servirá como referência para a organização deste encontro:

 

 

redifunde:CGT rr.ii.

Portugal · 01.07.2015

20150701 [Portugal] T.O.R.R.E. - Nova okupa no Porto (Pedras Rubras)

[Portugal] T.O.R.R.E. - Nova okupa no Porto (Pedras Rubras)

 

C o m u n i c a d o

 

Portugal · 04.03.2013

Cientos de miles de portugueses salen a la calle contra los recortes

Cientos de miles de manifestantes entonaron este sábado el himno de la Revolución de los Claveles y pidieron la dimisión del Gobierno conservador de Portugal y la salida de la "troika" en una multitudinaria protesta contra la política de austeridad.

Videos

Portugal · David Martín Marcos · 23.01.2013

Portugal, cada vez más 'entroikado' Crisis: el 87% de los portugueses desencantados

Los portugueses sufren la subida del paro y la única expectativa de los jóvenes es salir del país. Mientras, ya se habla de un país 'entroikado' (bajo la troika).

En Lisboa, en las tiendas del multicultural barrio de Gracia, que vigila la ciudad desde una colina, se ha recuperado el viejo hábito de fiar la compra. Dos pollos enteros ascienden a cinco euros, el kilo de tomates, a casi dos, y el paquete de arroz, a poco más de setenta céntimos.